Assistência à SaúdeCovid19Notícias

Fundação Tiradentes Assina Contrato para Transferência de Tecnologia com UFG

Por meio da parceria, Fundação aplicará teste mais rápido, acessível e confiável para triagem dos casos de Covid-19 entre os beneficiários

A Fundação Tiradentes agora é parceira tecnológica da Universidade Federal de Goiás – UFG. O contrato firmado com a Universidade prevê o direito ao acesso à tecnologia desenvolvida pela UFG no Protocolo para Teste RT-LAMP de Diagnóstico Molecular da COVID-19.

“Esse contrato traz a possibilidade de receber, por meio dos pesquisadores da Universidade, a transferência de conhecimento científico e técnico, de forma gratuita, para a realização de técnicas moleculares na modalidade point of care testing (POCT), ou seja, um teste de diagnóstico rápido que favorece a aplicação e a triagem da Covid-19. A partir dessa parceria vamos poder aplicar os testes, por meio do Laboratório Clínico do HPM, em Goiânia e no interior do estado”, explica a major Carita Celine, diretora administrativa da Fundação Tiradentes.

Estes testes serão feitos com sensibilidade e especificidade adequadas para a triagem da infecção pelo SARS-CoV-2, com custo bem inferior aos testes comerciais disponíveis no mercado. “O teste de resultado rápido, estará disponível em até uma hora, será oferecido aos beneficiários da FT com um custo subsidiado, bem menor do que o que é praticado no mercado. Ele vai possibilitar o diagnóstico na fase aguda da infecção. Temos como expectativa iniciar os testes em cerca de 45 dias, por volta de meados do mês de maio, pois a implantação envolve aquisição de equipamentos e materiais de consumo, bem como o treinamento técnico, que será realizado pela equipe da UFG aos profissionais do Laboratório Clínico do HPM”, detalha a major Celine.

A tecnologia

A tecnologia transferida a partir da parceria envolve protocolos alternativos para diagnósticos moleculares rápidos, baratos, fáceis de implementar e confiáveis. O objetivo dessa parceria com a UFG é o protocolo do método de amplificação isotérmica, LAMP (amplificação isotérmica mediada por loop), que possui facilidade de execução e rapidez dos resultados. A tecnologia foi testada e validada no ambiente laboratorial do Hospital da Polícia Militar, em que foram obtidos resultados concordantes com os encontrados no laboratório de pesquisa da UFG.

 

TAGS

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo