Fundação Tiradentes https://www.tiradentes.org.br Promovendo o bem estar do Policial Militar e família! Fri, 26 Feb 2021 12:55:23 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.4.2 https://www.tiradentes.org.br/wp-content/uploads/2020/06/favicon-100x100.png Fundação Tiradentes https://www.tiradentes.org.br 32 32 Informe de Rendimentos para Imposto de Renda – Ano Calendário 2020 https://www.tiradentes.org.br/noticias/informe-de-rendimentos-para-imposto-de-renda-ano-calendario-2020.html Fri, 26 Feb 2021 12:55:23 +0000 https://www.tiradentes.org.br/?p=12624 A Fundação Tiradentes comunica que, o Informe de Imposto de Renda 2020, já pode ser emitido no site da Fundação Tiradentes, no menu Atendimento Virtual.

Entretanto, o informe refere-se APENAS aos SERVIÇOS MÉDICOS E DE ORTODONTIA PARTICULARES utilizados no HOSPITAL DO POLICIAL MILITAR – HPM, pelo militar e seus dependentes legais. Quanto aos atendimentos realizados através do convênio (IPASGO), devem ser emitidos junto ao mesmo.

 Para emitir o informe de rendimentos, é necessário informar o número do RG Militar, CPF e o número de celular com DDD e 9 antes dos oito dígitos do número do celular.

Após preencher os campos solicitados, o sistema informará se existe extrato para o RG do usuário. Caso não exista, aparecerá um aviso em vermelho, como na imagem abaixo:

Em ambos os casos, é possível imprimir o extrato. Basta clicar em “Imprimir” e seguir as orientações da sua impressora para realizar a impressão do extrato.

Clique no link abaixo e confira o passo a passo para a emissão do informe de rendimentos.

Tutorial: Emissão de Extrato para Imposto de Renda 2020

 

Em caso de dúvidas, ligue para o Departamento Financeiro da Fundação Tiradentes no número: (62) 3269-3340

]]>
Nota de Pesar: 2º Tenente RR Murtossuir Lino Pereira https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-2o-tenente-rr-murtossuir-lino-pereira.html https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-2o-tenente-rr-murtossuir-lino-pereira.html#respond Fri, 26 Feb 2021 12:22:29 +0000 https://www.tiradentes.org.br/?p=12621 É com imenso pesar que a Fundação Tiradentes informa o falecimento do 2º Tenente RR Murtossuir Lino Pereira.

 

A Fundação presta condolências aos familiares e amigos do militar e se coloca à disposição da família.

]]>
https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-2o-tenente-rr-murtossuir-lino-pereira.html/feed 0
Nota de Pesar: 3º Sargento Ronan Dias da Rocha https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-3o-sargento-ronan-dias-da-rocha.html https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-3o-sargento-ronan-dias-da-rocha.html#respond Thu, 25 Feb 2021 14:57:05 +0000 https://www.tiradentes.org.br/?p=12616 É com imenso pesar que a Fundação Tiradentes informa o falecimento do 3º Sargento Ronan Dias da Rocha.

 

A Fundação presta condolências aos familiares e amigos do militar e se coloca à disposição da família.

]]>
https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-3o-sargento-ronan-dias-da-rocha.html/feed 0
Nota de Pesar: Major RR Lazaro Romão de Souza https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-major-rr-lazaro-romao-de-souza.html https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-major-rr-lazaro-romao-de-souza.html#respond Thu, 25 Feb 2021 14:56:57 +0000 https://www.tiradentes.org.br/?p=12615 É com imenso pesar que a Fundação Tiradentes informa o falecimento do Major RR Lazaro Romão de Souza.

 

A Fundação presta condolências aos familiares e amigos do militar e se coloca à disposição da família.

]]>
https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-major-rr-lazaro-romao-de-souza.html/feed 0
CERIMÔNIA DE INAUGURAÇÃO DO NOVO CAMPUS DA FPM https://www.tiradentes.org.br/noticias/cerimonia-de-inauguracao-do-novo-campus-da-fpm.html https://www.tiradentes.org.br/noticias/cerimonia-de-inauguracao-do-novo-campus-da-fpm.html#respond Wed, 24 Feb 2021 19:23:42 +0000 https://www.tiradentes.org.br/?p=12603 A Faculdade da Polícia Militar (FPM), inaugurou na última segunda-feira (22) suas novas instalações, o Campus São Nicolau. A solenidade de inauguração contou com a presença do Governador e Vice-Governador do estado do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado e Lincoln Tejotarespectivamente, e do Secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás, Rodney Rocha Miranda. 

A solenidade foi conduzida pela Assessoria de Comunicação da Polícia Militar de Goiás (PM5) e contou ainda com a presença de demais autoridades da Polícia Militar de Goiás, como o Comandante Geral da PMGO Coronel QOPM Renato Brum dos SantosSubcomandante da PMGO Coronel QOPM André Henrique Avelar de SousaChefe do Estado Maior Coronel QOPM Evenir da Silva Franco Jr., entre outras. 

O Presidente da Fundação Tiradentes, Mantenedora da FPM, e também Diretor geral desta faculdade, Tenente Coronel QOPM Cleber Aparecido Santos, abriu a solenidade, afirmando o compromisso desta Instituição de Ensino com a sociedade em continuar ofertando uma educação de qualidade, formando futuros profissionais, através de seus cursos, da pesquisa e das práticas profissionais em campos de estágio. Foi apresentado ainda um vídeo, produzido pela PM5, com um breve histórico da Faculdade da Polícia Militar.

Em seguida, na oportunidade, o Governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, através de suas palavras, declarou que se sentiu orgulhoso em participar da inauguração do novo campus da primeira Instituição de Ensino Superior Privada com tradição militar do paísressaltando sua importância para a sociedade goiana. Além disso, o Excelentíssimo Governador destacou a ação da PMGO, através da educação ofertada nos Colégios Estaduais Militares, que tem contribuído para a formação educacional no ensino fundamental e médio e, agora, contribuirá ainda mais na formação do ensino superior. 

O descerramento da placa de inauguração da Faculdade da Polícia Militar, que institui e oficializa o funcionamento das novas instalações, foi realizada pelas mãos das autoridades: Excelentíssimo Governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, Vice-Governador, Lincoln Tejota, Secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, Comandante Geral da PMGO, Coronel QOPM Renato Brum, e Diretor Geral da FPM, Tenente Coronel QOPM Cleber Aparecido Santos. 

A solenidade foi finalizada com o comprometimento de fortalecimento da educação por meio da tríade, ensino, pesquisa e extensão. 

 

]]>
https://www.tiradentes.org.br/noticias/cerimonia-de-inauguracao-do-novo-campus-da-fpm.html/feed 0
Nota de Pesar: Coronel RR Adonias Cavalcanti de Oliveira https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-coronel-rr-adonias-cavalcanti-de-oliveira.html https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-coronel-rr-adonias-cavalcanti-de-oliveira.html#respond Tue, 23 Feb 2021 17:32:31 +0000 https://www.tiradentes.org.br/?p=12600  

É com imenso pesar que a Fundação Tiradentes informa o falecimento do Coronel RR Adonias Cavalcanti de Oliveira.

 

A Fundação presta condolências aos familiares e amigos do militar e se coloca à disposição da família.

]]>
https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-coronel-rr-adonias-cavalcanti-de-oliveira.html/feed 0
Pronto-Socorro do HPM Implementa Protocolo Especial para a COVID-19 https://www.tiradentes.org.br/noticias/pronto-socorro-do-hpm-implementa-protocolo-especial-para-a-covid-19.html Wed, 17 Feb 2021 14:02:50 +0000 https://www.tiradentes.org.br/?p=12592 O Pronto-Socorro do Hospital do Policial Militar (HPM), implementou o protocolo especial para o combate à COVID-19, com abordagem precoce de medicações. A Fundação Tiradentes (FT), realizou entrevista com o Major QOSPM-GO André Luiz de Sousa Martins, responsável pela implementação do protocolo, sob o comando do Tenente Coronel David de Araújo Almeida Filho, chefe do setor, para obter mais informações.

Major André Luiz, médico atuante no pronto atendimento do Pronto-Socorro do HPM, possui vinte anos de formação em clínica geral e é Professor de residência médica na FUBOG – Fundação Banco de Olhos de Goiás. Com experiência vasta na área, desde sua inserção na Polícia Militar, contribui de forma efetiva com o protocolo implementado no HPM, o qual é referência no Brasil, e atua também como um dos coordenadores do estado de Goiás no protocolo da Covid-19, junto a centenas de profissionais médicos que realizam condutas semelhantes.

PROTOCOLO DA COVID-19

Devido a pandemia ocasionada pelo novo Coronavírus, o atendimento e os protocolos no Pronto-Socorro do HPM sofreram significativas alterações. Especificamente para a COVID-19, foi implantado um protocolo de atendimento aos pacientes infectados, com a orientação de que se deve procurar o atendimento desde o primeiro dia de sintoma, pois a COVID-19 tem uma resposta muito rápida, em 10 dias o paciente já pode estar em franca recuperação ou com a necessidade de internação.

Nesse protocolo, além de todas as orientações básicas de uso de máscaras e distanciamento social, foi inserido também a administração de um coquetel de medicamentos no tratamento precoce da doença, usado anteriormente na Europa, obtendo comprovação de eficácia em diversos estudos, como o realizado pela médica brasileira, Dr. Marina Bucar, coordenadora científica da Universidade de Zaragoza – Espanha. De acordo com o médico, Dr. Major André, os medicamentos são utilizados há mais de 6 meses, o que “comprova que o que estamos fazendo tem um único fim, ou seja, salvar vidas, e isso é o mais importante”, completa.

Os medicamentos utilizados têm efeito antiviral, o que se faz importante administrá-los nos primeiros 5 (cinco) dias de sintomas, porque durante esse período se dá a replicação e multiplicação viral, e a utilização medicamentosa pode contribuir para a queda dessa carga viral, e com isso tentar reduzir um possível dano pulmonar na fase 2 (Fase inflamatória pulmonar) da Covid.

De acordo com o médico do Pronto-Socorro, Major André Luiz, “estamos em uma situação de guerra, uma questão de pandemia de urgência, e esse vírus veio para ficar. Então, essa é nossa luta, acolher o paciente desde o primeiro dia de sintomas, a informação contra a desinformação.

 

PREPARAÇÃO PARA A SEGUNDA ONDA

O Hospital do Policial Militar, atento ao aumento de casos, organizou-se para receber pacientes suspeitos e/ou confirmados de infecção pelo vírus e prestar o melhor atendimento. Segundo o médico, “foi um marco o mês de fevereiro, onde se pensou antecipadamente em um aumento gradativo dos casos, e assim, foi feita uma nova escala para 3 médicos do pronto-socorro, diariamente, mediante a situação. A organização me surpreendeu de forma muito positiva. Aqui no HPM, o paciente não espera mais que 15 minutos para ser atendido”. Anteriormente, foi feito um projeto entre os meses de junho e julho, no pico da Covid, que viabilizou o atendimento de 150 a 200 pacientes diariamente, todos sintomáticos das 7 da manhã às 7 da noite”, informou o médico.

Por se tratar de um vírus, assim como a gripe, que acomete as pessoas de forma sazonal, a maior preocupação no momento é uma possível reinfecção, e também de uma segunda onda, principalmente nestas mudanças de cepas, mais transmissíveis e mais agressivas.

Os pacientes que têm chances de serem reinfectados, segundo alguns estudos, são aqueles que tiveram Covid com sintomas mais leves ou os assintomáticos, e que geralmente não produziram a imunidade humoral, anticorpos IGG. Quanto a isso, Major André, detalha:

Temos a informação de imunidade celular, a imunidade que fica na memória, porém a imunidade humoral, que é o anticorpo IgG, adquirido também através de vacinas, essa é a imunidade que todos gostariam de ter, com o fim de estarem mais protegidos e resguardados. Os que têm sintomas leves ou mesmo os assintomáticos, tendem a não produzir IgG. Quanto menor o processo inflamatório e quanto mais leve sua situação clínica, menor a chance de produzir o IgG.

No HPM, além do atendimento presencial, existe também o acompanhamento realizado por teleatendimento, mantendo assim a assistência de saúde do paciente.

Além disso, o Hospital do Policial Militar está atento a nova Cepa da COVID-19, a qual é bem mais agressiva. Com origem em Manaus, a mutação está se espalhando pelo Brasil e mundo afora, com casos confirmados em Goiás.

Nessa nova mutação, a fase inflamatória, em alguns casos, pode surgir entre os 3º e 4º dias, ao contrário do que acontecia normalmente, face à cronologia clínica da Covid, ou seja, a fase 1 (primeiros 7 dias) e a fase 2, após os 7 dias, onde ocorre o processo inflamatório pulmonar. Face a isso, Dr. André, acrescenta que “É mister acolher o paciente o quanto antes!”.

 

AÇÕES DO COMANDO DA PMGO E FUNDAÇÃO TIRADENTES

Os procedimentos de referência nacional adotados e utilizados hoje no HPM, com relação ao protocolo e abordagem precoce nos atendimentos em tempos de pandemia, foram devidamente autorizados pelo Comando da Polícia Militar de Goiás no que diz respeito à sua implantação e funcionamento.

A Fundação Tiradentes, por sua vez, na qualidade de gestora do HPM não mediu esforços na aquisição de equipamentos de proteção individual (EPI) e também dos kits de medicamentos, no atendimento à demanda causada pela Covid-19. Quanto a isso, Major André, finaliza:

No HPM, tudo está atendendo a contento de forma fantástica, e as recomendações estão sendo seguidas. O comando da PMGO junto à Fundação Tiradentes, não permite que nada nos falte, ou seja, temos todo o suporte necessário na assistência e combate à pandemia.

Dúvidas e demais informações sobre o atendimento no Pronto-Socorro, entre em contato através do número: (62) 3235-6145.

 

Fonte: Comunicação/FT

]]>
Janeiro de 2021 https://www.tiradentes.org.br/tiradentes-news/janeiro-de-2021.html https://www.tiradentes.org.br/tiradentes-news/janeiro-de-2021.html#respond Wed, 10 Feb 2021 13:57:00 +0000 https://www.tiradentes.org.br/?p=12587

]]>
https://www.tiradentes.org.br/tiradentes-news/janeiro-de-2021.html/feed 0
Nota de Pesar: 1° Sargento RR Hélio Camelo Lopes https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-1-sargento-rr-helio-camelo-lopes.html https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-1-sargento-rr-helio-camelo-lopes.html#respond Tue, 02 Feb 2021 20:35:26 +0000 https://www.tiradentes.org.br/?p=12581 É com imenso pesar que a Fundação Tiradentes informa o falecimento do 1° Sargento RR Hélio Camelo Lopes.

 

A Fundação presta condolências aos familiares e amigos do militar e se coloca à disposição da família.

]]>
https://www.tiradentes.org.br/notadepesar/nota-de-pesar-1-sargento-rr-helio-camelo-lopes.html/feed 0
Atuação do Serviço Multiprofissional (Laboratório Clínico) do HPM no Contexto da Pandemia https://www.tiradentes.org.br/noticias/atuacao-do-servico-multiprofissional-laboratorio-clinico-do-hpm-no-contexto-da-pandemia.html https://www.tiradentes.org.br/noticias/atuacao-do-servico-multiprofissional-laboratorio-clinico-do-hpm-no-contexto-da-pandemia.html#respond Mon, 01 Feb 2021 19:03:22 +0000 https://www.tiradentes.org.br/?p=12566 O Hospital do Policial Militar (HPM), oferece ao policial militar e seus dependentes, beneficiários da Fundação Tiradentes, acesso ao serviço multiprofissional, conhecido também como Laboratório Clínico Cel. Vasco Martins Cardoso, o qual oferece atendimentos em diversas áreas como Enfermagem, Serviço Social, Farmácia e Educação Física.

A Fundação Tiradentes, realizou entrevista com o chefe do Serviço Multiprofissional do Comando de Saúde da Polícia Militar do estado de Goiás (PMGO), Tenente Coronel QOSPM Sérgio Henrique Nascente Costa, primeiro Tenente Coronel Biomédico da PMGO e responsável técnico do Laboratório Clínico do HPM, para conhecer mais sobre a área e as mudanças realizadas durante a pandemia da COVID-19.

 

ADAPTAÇÕES E ATUAÇÃO DO HPM FACE À COVID-19

O serviço multiprofissional do HPM envolve os departamentos de laboratório clínico, de Enfermagem, de Serviço Social, de Farmácia e de Educação Física. Com a chegada da pandemia da COVID-19, o laboratório de análises clínicas passou por adaptações e mudanças de rotina, devido a possibilidade de contaminação, principalmente durante os procedimentos de coleta.

De acordo com o TC Sérgio Nascente, uma das situações que foram adaptadas foi a própria coleta das secreções. O exame Sars-Cov-2 – swab nasal para a realização do RT-PCR, considerado “padrão ouro” atualmente, para detecção do coronavírus, passou a ser realizado em um espaço aberto e reservado, no intuito de favorecer a segurança dos pacientes e também dos técnicos, profissionais diretamente envolvidos nos procedimentos.

Estima-se que “os exames laboratoriais auxiliam, até do ponto de vista estatístico, em torno de 70% das decisões médicas, o que traz uma responsabilidade muito grande para o setor”, destaca TC Nascente.

Por este motivo, após a publicação do Decreto que dispôs sobre a decretação de situação de emergência na saúde pública do Estado de Goiás (nº 9.633, de 13 de março de 2020), “buscamos um local que realizasse o exame RT-PCR para Covid-19, e foi um momento difícil, em virtude dos laboratórios de apoio, que tínhamos contrato, e que não estavam ainda estruturados para a demanda necessária, o que acontecia não somente em âmbito local, mas em escala regional e nacional “, acrescentou ele.

No ano de 2020, foram realizados no HPM, cerca de “7.600 exames RT-PCR , para o diagnóstico da Covid-19, além de vários outros, necessários para acompanhamento da infecção e demais enfermidades”, informou o chefe do serviço multiprofissional. A realização desses exames foi possível, face a parceria firmada entre a Fundação Tiradentes/HPM com o laboratório de apoio Hlagyn, feita em meados de abril.

O laboratório parceiro, HLAGYN – Laboratório de Imunologia de Transplantes  de Goiás, presta serviços às prefeituras de Aparecida de Goiânia e Goiânia, e apresenta uma resposta muito rápida quanto aos resultados, que são liberados em menos de 24 horas. Sendo assim, esse serviço, “favorece na rapidez do diagnóstico, do isolamento, e isso reflete na diminuição da possibilidade de transmissão” – acrescenta o profissional biomédico

Vale destacar, também, que a logística implementada, proporcionou uma resposta muito rápida no que diz respeito às coletas e resultados do RT-PCR, voltada aos policiais militares do estado de Goiás e seus dependentes legais.

Além do RT-PCR, também foram realizados os testes rápidos para detecção de anticorpos, que identificam a resposta imunológica do indivíduo frente ao vírus. De acordo com o TC Nascente, ao longo do ano “foram realizados mais de 12.000 desses testes, que são mais utilizados na fase de levantamento epidemiológico e também na verificação de desenvolvimento de anticorpos e possível imunidade contra o coronavírus”.

Paralelo a isso, além dos exames relacionados ao desenvolvimento de respostas imunes à Covid-19, no ambulatório do próprio HPM foram iniciados os exames de acompanhamento dos pacientes detectados como positivos. Esses exames complementares verificam a condição de saúde e que tipos de alterações são provocadas no organismo do indivíduo infectado. Então, nesses casos são providenciados os exames clássicos, tais como, provas de função hepática, hemograma, hemostasia (tempo e atividade de protrombina, D-Dímero e fibrinogênio), enzimas musculares, proteína C reativa, ferritina, entre outros utilizados nesse contexto.

 

FORÇA-TAREFA NO HPM COM ALUNOS DA FPM E UFG

Durante a pandemia, foi necessário amplificar o atendimento no Hospital do Policial Militar (HPM). Por este motivo, foram convocados nove alunos da Faculdade da Polícia Militar (FPM) dos três cursos ofertados pela instituição. Os alunos do curso de biomedicina, atuam no laboratório, seja na recepção, como também na coleta, o que foi possível, após treinamento e devida preparação, contribuindo assim, com os demais profissionais do hospital, em virtude da pandemia, onde o número de clientes teve aumento significativo.

Os acadêmicos do curso de Educação Física, por sua vez, operam na recepção e também no TAF – Teste de Aptidão Física do Centro de Saúde Integral do Policial Militar, serviço este que, por um período esteve suspenso, porém com previsão de retorno em condições seguras, para alguns casos específicos. Quanto aos discentes do curso de Enfermagem, estes dão suporte na triagem do pronto-atendimento médico. Além dos estudantes da FPM, também foram selecionados dez alunos da Universidade Federal de Goiás (UFG), na fase de estágio obrigatório do curso de Biomedicina.  Quanto a isso, Tenente Coronel Nascente, completa:

A atuação nesse processo, cada um cumprindo suas demandas, mediante a área do curso, face o contexto da pandemia, viabiliza, não somente a experiência técnica, mas uma formação diferenciada para o mercado de trabalho.”

 

PROJETO DE PESQUISA EM PARCERIA COM UNIVERSIDADE DA HOLANDA

A Faculdade da Polícia Militar – FPM, além de disponibilizar seus acadêmicos para atuação no HPM, estabeleceu parceria com a Universidade Radboud da Holanda, através de termo de cooperação com a Fundação Tiradentes, para a realização de um projeto de pesquisa que envolve docentes e alunos.

O projeto de pesquisa visa avaliar a eficácia da imunidade cruzada existente na vacina BCG, possibilitando uma melhor resposta à infecção pelo Sars-Cov-2. De acordo com o Tenente Coronel Nascente:

“a captação e a coleta de material biológico foram realizadas em mais de 500 indivíduos, para avaliação da resposta imunológica desses pacientes frente à pandemia e também para estudos genéticos, na verificação do perfil genético que colabora para menor ou maior gravidade da infecção, com o objetivo de contribuir no entendimento e todo o contexto dessa nova doença que ainda detém muitas interrogações.

 

A BIOMEDICINA E SUA IMPORTÂNCIA MEDIANTE À COVID-19 E OUTRAS DOENÇAS

A Biomedicina passou por um grande processo de crescimento e reconhecimento ao longo dos anos. Um curso que se apresentou à sociedade nas décadas de 1980 e 1990, tendo como carro-chefe a área da patologia clínica. Nessa época, havia ainda um desconhecimento da profissão, como se sua única habilitação fosse voltada pura e simplesmente às análises clínicas.

Os profissionais biomédicos, no início também atuavam na docência, ministrando aulas em vários cursos da área de saúde, inclusive da medicina, nas disciplinas de fisiologia, bioquímica e biofísica, por exemplo. Então, a partir das análises clínicas, a profissão percorreu outros caminhos, como a fisiologia do exercício, a imagenologia ou diagnóstico por imagem.

Durante a pandemia da COVID-19, a biomedicina contribuiu muito através da pesquisa em técnicas moleculares, estudos genéticos, entre outros. O biomédico consegue atuar de forma efetiva em diversas situações, tais como, no diagnóstico molecular, na produção de vacinas, em bancos de sangue, no acompanhamento de pacientes em ambientes hospitalares com a realização de exames etc. De acordo com as últimas pesquisas realizadas,  a Biomedicina é uma das profissões mais procuradas no cenário atual, conforme matéria publicada anteriormente no site Guia da Carreira.

O primeiro Tenente Coronel Biomédico da PMGO, ressalta que:

“Após 30 anos de profissão, percebo que o biomédico é aquele profissional que, embora nem sempre se enxergue a participação dele, em vários locais, aqui no laboratório do HPM possui uma atuação reconhecida junto às equipes de saúde da PM como um todo, e no serviço multiprofissional, ele se tornou protagonista.”

 

GESTÃO DA FUNDAÇÃO TIRADENTES E PARCERIAS FEITAS EM TEMPOS DE PANDEMIA

A Fundação Tiradentes, por sua vez, deu todo o suporte necessário ao HPM e, por conseguinte, ao Laboratório Clínico Cel. Vasco Martins Cardoso, fornecendo paramentos e EPIs, proporcionando assim, uma segurança maior aos profissionais de saúde da instituição. Dessa forma, mais uma vez a Fundação Tiradentes, junto ao Comando de Saúde, comprova seu compromisso e responsabilidade no atendimento e suporte aos seus beneficiários, mesmo em tempos de pandemia.

 

Fonte: Comunicação/FT

]]>
https://www.tiradentes.org.br/noticias/atuacao-do-servico-multiprofissional-laboratorio-clinico-do-hpm-no-contexto-da-pandemia.html/feed 0