Experiência da Fundação Tiradentes é levada à PM da Bahia

Menor 1A Fundação Tiradentes está recebendo esta semana oficiais representantes da Polícia Militar da Bahia (PMBA) que vieram conhecer os métodos e processos da Fundação, responsável em Goiás pela assistência social ao policial militar da ativa, inativos, pensionistas e seus dependentes. O modelo adotado pela Fundação Tiradentes é exemplo para as PMs de vários estados.

O Diretor Adjunto do Departamento Social da PMBA, Major Antônio Basílio Honorato, acompanhado do Major Jailton Sena, veio em busca do compartilhamento de informações referentes às melhores práticas da Fundação Tiradentes para subsidiar iniciativa semelhante pela PMBA.

Naquele estado, afirmaram durante a visita, o recolhimento do Fundo de Assistência Social (similar ao recolhido dos militares em Goiás, e que é gerido pela Fundação Tiradentes), foi suspenso por falta de uma instituição que executasse os trabalhos, como ocorre com a Fundação Tiradentes, culminando em situações como o fechamento do hospital da PMBA. “Os problemas gerados são muitos para os policiais, que acabaram tendo a assistência comprometida, até quando feridos em combate”, citou o Mj Honorato.

Ele exemplificou que, diferente de Goiás, onde a Fundação Tiradentes disponibiliza serviços como ambulância, UTI e assistência funerária 24 horas aos seus beneficiários, na Bahia o policial ferido é recolhido por ambulâncias de outros órgãos, “ou até pelo Grupamento Aéreo, mas quando o Graer pode”. A continuidade dos tratamentos de saúde – como aquisição de medicamentos e próteses aos acidentados, ou acompanhamento por assistentes sociais em hospitais e adoentados em casa -, é outro ponto que, segundo ele, se tornou crítico sem o recurso do Fundo e sem uma instituição para fazer a gestão.

Nesta quinta-feira, 11, eles estiveram no Hospital do Policial Militar (HPM), que tem gestão compartilhada entre PMGO e Fundação Tiradentes. No HPM foram recebidos pelo Comandante de Saúde da PMGO, Coronel Naldimar Lourenço Barbosa, e pelo Gerente de Saúde da Fundação, Coronel José Rivaldo Marinho.

Na quarta, tinham conhecido a sede da instituição, onde ouviram explanação do propósito da Fundação. Os oficiais assistiram os vídeos institucionais da Fundação Tiradentes e da FPM e também conheceram a Fitness Center, depois recolheram cópias de normas e documentos que servirão de norte para a criação de uma fundação similar à goiana para auxiliar os PMs da Bahia.

Houve visita ao Comando da PMGO também na quarta.  Do Comandante-Geral da Corporação, Coronel Divino Alves de Oliveira, eles ouviram que a Fundação realiza um trabalho exemplar de assistência social. “A Fundação Tiradentes é referência e tem realizado um trabalho social de extrema importância. Os seus acertos valem a pena serem seguidos pois ela conseguiu, ao longo dos anos, desenvolver projetos como o hospital voltado para os militares e familiares e a faculdade militar”, citou. A visita foi divulgada pelo Portal PMGO (leia).

Já o Subcomandante-Geral da PM, Coronel Carlos Antônio Borges, citou a visita técnica ao Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP), em conjunto com militares e gestores da Fundação Tiradentes, para conhecer as estratégias do instituto e adequá-las ao projeto da FPM.

Além disso verifique

Comando Geral acessa Prestação de Contas da Fundação

A Prestação de Contas Anual da Fundação Tiradentes tem sido aperfeiçoada ano após ano, aos ...